O melhor restaurante do mundo está em Modena

14 June 2016
O melhor restaurante do mundo está em Modena

O "Osteria Francescana" de Modena do chefe Massimo Bottura foi premiado na noite, em Nova Iorque, como melhor restaurante do mundo pela classificação dos 50Best.
Essa é a primeira vez que um restaurante italiano obtém um reconhecimento por toda a cultura gastronómica italiana: Bottura valorizou as grandes matérias-primas, primeiramente as da sua região (do queijo Parmigiano Reggiano ao presunto e ao vinagre balsâmico), fazendo delas os pilares da sua cozinha.
"Gostaria de agradecer a todos os meus colaboradores. Foi muito duro chegar até aqui. O nosso trabalho é sobretudo uma obra de arte" disse o chefe Bottura. Criatividade e intuição são apenas duas das qualidades importantes que o diferenciam, juntamente com um grande conhecimento e sentido cívico: “O conhecimento abre a consciência e a consciência conduz à responsabilidade.”

Deve-se a ele o grande projeto do Refeitório Ambrosiano durante a Expo, onde os mais famosos chefes do mundo cozinharam utilizando as sobras de comida do evento. Um grande exemplo para o resto do mundo com diferentes iniciativas que se repetirão nos próximos meses, primeiro entre todos o projeto do refeitório dos pobres nas favelas do Rio durante os Jogos Olímpicos.
A coroação de Massimo Bottura a nível mundial não representa apenas uma grande satisfação e alegria para ele e para a sua equipa: é um reconhecimento importante para o MADE IN ITALY que deve ser explorado, alimentado e valorizado.

As primeiras dez posições. Na classificação dos 50 melhores restaurantes do mundo ocupa a primeira posição o Osteria Francescana de Modena (Massimo Bottura); seguem El Celler de Can Roca, Girona (Joan Roca); Eleven Madison Park, de Nova Iorque (Daniel Humm); na quarta posição Central de Lima (Virgilio Martínez); depois Noma de Copenhaga (René Redzepi), Mirazur de Menton (Mauro Colagreco); Mugaritz de San Sebastián (Andoni Luis Aduriz), Narisawa de Tóquio (Yoshihiro Narisawa), Steirereck de Viena (Heinz Reitbauer) e, por fim, Asador Etxebarri de Axpe (Victor Arguinzoniz).